terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Como?


Tenho andado cheia de não, cheia de não sei,
Cheia de duvidas que nunca tive antes.
Tenho andado assim, e não consigo controlar meus pensamentos
Menos ainda, meus sentimentos.
Onde estão? O que eu fiz com eles?
Não sei!
Realmente eu não sei
Queria nesse momento me encontrar mais otimista
Estar segura de mim, como era antes
Queria poder acreditar no que me foi prometido
E de verdade poder sonhar acordada
Mas, não sei se eu estraguei tudo
Não sei se outros estragaram por mim
Eu não sei
Mas queria, realmente queria
Está tudo tão sei lá, tudo tão estranho
Desconheço esse eu
Não sei mais das minhas reações,
E tenho me surpreendido muito comigo
Com minha maneira de mostrar estar tudo bem
E aqui dentro, em guerra
Com minhas vontades, incertezas, e verdades
Que talvez eu tenha inventado
Muitas vezes pra me confortar
Outras, pra me fazer aprender com o que não há
E tentar fazer tudo menos sofrido
Menos assim.
Tenho dado tudo de mim, tudo o que me restou
E tenho me encontrado longe, estranha, confusa
E não sei não se tem um começo meio ou fim

1 comentários:

Felipe disse...

Tem um fim,um fim no amor de CRISTO..Apenas te amo meu anjo,minha MARIA..

Postar um comentário